Arraia
    Animais     Mundo marinho     Peixes     Arraia
 
   Cães
   Cães
   Raças de cães
   Cuidados e alimentação

   Gatos
   Os gatos
   Raças de gatos

   Cavalos
   Os cavalos
   Raças de cavalos

   Mamíferos
   Coelhos
   Elefantes
   Esquilos
   Hamsters
   Lobos
   Macacos
   Morcegos
   Ursos

   Mamíferos marinhos
   Baleias
   Focas
   Golfinhos
   Orcas

   Felinos
   Leões
   Leopardos
   Linces
   Tigres

   Répteis
   Crocodilos
   Iguanas
   Serpentes
   Tartarugas

   Mundo marinho
   Peixes
   Os peixes
   Cuidados de peixes
   Aquários para peixes
   Tipos de aquários
   Imagens de peixes
   Peixes tropicais
   Arraia
   Peixe-espada
   Peixe-palhaço
   Sistema circulatório
   Sistema digestivo
   Sistema nervoso
   Sistema reprodutor
   Tubarões

   Aves
   Águias
   Pássaros
   Pinguins

   Insectos
   Borboletas
   Formigas

   Animais
   Animais famosos
   Cuidados de animais
   Curiosidades sobre animais

   Imagens
   Desenhos
   Fotos
   Fundos de Ecrã
   Imagens graciosas
   Gifs animados


Arraia
50

ArraiaExiste o erro de confundir as mantas com as arraias quando se trata de duas espécies completamente distintas. Basicamente, o seu tamanho difere.

Uma grande arraia pode medir 2 metros, enquanto uma manta chegar aos nove metros. Alias, a sua forma também é distinta. As raias têm a boca na parte inferior do seu corpo e com ela tocam no chão para absorver o seu alimento.

As mantas, pelo contrário, têm a boca muito maior e situada na parte da frente.

As mantas adaptaram-se às profundidades da costa. Para se defenderem dos ataques, geralmente permanecem enterradas no fundo. Apesar de mesmo assim serem vulneráveis.

Por isso, este animais desenvolveu sistemas de defesa que consistem numa agulha com veneno que se situa na cauda.

Esta agulha é substituída por outra a cada certo tempo. Um dado curioso é que as arraias que têm agulha são vivívparas e as crias nascem com agulha e com veneno. Com isto podemos supor que é um perigo para a mãe no momento de nascer, mas a natureza é sabia e ao nascer, a consistência desta agulha é muito baixa. Vai-se endurecer com o contacto com a água.

De qualquer das formas, este sistema defensivo apenas é utilizado com a arraia se sente ameaçada. Para os humanos, o veneno não é mortal. Geralmente é um animal curioso e sociável com os diversos seres vivos.

A maioria das arraias não são venenosas, mas existem cinco famílias que o são. As picadas das arraias produzem uma punção dolorosa que aumente durante os primeiros 30-60 minutos, podendo durar até dois dias.

Alguns sintomas de uma picada de arraia são os suores, ficar pálido, náuseas e vómitos, diarreia e alterações no ritmo cardíaco.

A arraia necessita de dentes para triturar os crustáceos da sua dieta, enquanto a manta não tem dentes nem agulha pois alimenta-se principalmente de plâncton.

Imprimir artigo Enviar artigo
Tags:   arraia, mundo marinho, peixes
Contacto MundoEntrePatas.com. O teu portal sobre os animais: cães, gatos, esquilos, coelhos, hamsters...
Condições de uso